18/07/2019
GREAT PANTHER

Bons resultados no trimestre

A Great Panther anunciou os resultados do 2º trimestre da produção da Mina de ouro Tucano, no Brasil, e das operações mexicanos do Complexo Mineral de Guanajuato, que engloba as minas de San Ignacio e Topia. "O expressivo aumento da produção de ouro no 2º trimestre reflete a aquisição da Mina de Tucano em março deste ano", afirmou James Bannantine, presidente e diretor executivo da companhia. "O aspecto mais significativo dos resultados, no entanto, é a melhora acentuada na produção de Tucano desde o comissionamento de um sistema de oxigênio suplementar no final de abril. A mina de Tucano alcançou níveis de produção de 10.900 onças de ouro em maio e 12.000 em junho, comparado a 7.000 onças em abril, o que representa um importante marco de otimização para Tucano, que tem produção de ouro planejada significativamente maior para o 2º semestre, durante a estação mais seca”. 
 
A mina de Tucano produziu 29.899 onças de ouro entre abril e junho de 2019, crescimento de 27% na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior (com base nos resultados dos períodos comparativos relatados pelo anterior proprietário do Tucano). O incremento é atribuído especialmente a classes e recuperações mais altas, como resultado de atualizações para a planta de Tucano, que permitiram o processamento de minério de sulfeto de alto teor com aumento de recuperações. 
 
A Great Panther tem como objetivo em 2019 dar prosseguimento à otimização da mina de Tucano. Com o sucesso do comissionamento do Oxigênio Suplementar, no final de abril, a Great Panther iniciou um programa de exploração e perfuração visando capitalizar o significativo potencial de exploração de Tucano.