11/05/2017
INVESTIMENTOS

BNDES define critérios para apoiar projetos

Em debate realizado no último dia 8 de maio, promovido pelo LIDE – Grupo de Líderes Empresariais, a presidente do BNDES, Maria Silvia Bastos Marques, comentou que “a prioridade do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social será dada a projetos, independente dos setores em que eles se originem, que apresentem inovação, pouco impacto no meio ambiente, aumento nas exportações, ampliação da infraestrutura, promovam a saúde pública e a educação". Maria Silvia era convidada para falar sobre o "Desenvolvimento como fator de geração de negócios e empregos", em Almoço-Debate LIDE, no Hotel Grand Hyatt, em São Paulo. 
 
O evento contou com a participação de 441 CEOs, presidentes e outras lideranças corporativas, além de autoridades públicas. No evento foram debatidas as novas diretrizes da política operacional do BNDES que priorizam uma atuação mais horizontal, com focos em projetos, ao contrário da gestão anterior que incentivou os grandes grupos de determinados setores, as chamadas "campeãs nacionais". O BNDES informou que a partir de agora, para dar mais impulso à concessão de créditos, a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) será substituída gradualmente nos próximos cinco anos pela Taxa de Longo Prazo (TLP). A nova taxa seguirá um título público com prazo de cinco anos que rende um juro fixo mais a taxa da inflação, proporcionando mais previsibilidade aos contratos e maior segurança. 
 
Segundo Maria Silvia, as taxas mais baixas de juros nos casos de concessões vão permitir o compartilhamento dos investimentos público e privado em infraestruturas. Em relação às PMEs, disse que o BNDES está focado em facilitar o acesso ao crédito, com lançamentos na área digital, como um portal. 

Veja também