29/03/2018
GEOLOGIA

América do Sul ganha novo Mapa Tectônico

A Comissão do Mapa Geológico do Mundo (Commission of the Geological Map of the World - CGMW) apresentou, em 27 de março, a nova versão do Mapa Tectônico da América do Sul. O Mapa em SIG (Sistema de Informações Geográficas) traz informações geológicas, geocronológicas e geofísicas, além de outros temas relevantes, que permitem conhecer, em ambiente digital, a idade, formação das rochas e sedimentos do continente Sul-Americano e das áreas oceânicas adjacentes.

“Na área ocupada pela cidade do Riode Janeiro, por exemplo, o SIG nos indica que as rochas foram formadas entre 700 e 540 milhões de anos atrás e que a atual ‘calmaria’ geológica esconde um passado de turbulências com prováveis terremotos, altas cadeias de montanhas e oceanos que foram totalmente fechados e extintos”, explica a pesquisadora em Geociências Lêda Maria Fraga, do Serviço Geológico do Brasil (CPRM). Em relação ao último mapa de 2015, a nova versão permite maior interatividade por meio de um banco de dados digital que conta com informações de cerca de 8 mil polígonos. O mapa poderá também ser baixado em celulares ou tablets.

O novo mapa da América do Sul foi desenvolvido em escala de 1: 5 000 000, em formato digital, utilizando a tecnologia SIG e aprovado pela Assembleia Geral da Comissão do Mapa Geológico do Mundo (CGMW), realizada em Paris em 2002. O trabalho começou em 2004 e durante mais de uma década contou com a colaboração de dezenas de pesquisadores, principalmente do Brasil e da Argentina.